Novo Ibope: Henrique está com 40%; Robinson com 31

Iberê Ferreira (1944 – 2014

  • Corpo de Iberê Ferreira é velado em Escola de Governo

 

Família define velório e sepultamento de Iberê Ferreira

Os filhos Joca, Isabella e Gentil Ferreira de Souza convidam para o último adeus ao ex-governador Iberê Ferreira de Souza (PSB). Ele faleceu ontem em São Paulo (veja AQUI).

O corpo será velado em Santa Cruz e em Natal.

Em Santa Cruz, o velório acontecerá na Igreja Matriz, a partir da 1h30 da madrugada do dia 15 de setembro (segunda-feira).

Às 2h30 será celebrada uma missa no local e às 5 horas da manhã inicia o velório em Natal, na Escola de Governo do Centro Administrativo.

O sepultamento será nesta segunda, às 16h30, no Cemitério Morada da Paz, em Emaús.

Antes, às 15h, acontecerá uma missa celebrada pelo arcebispo metropolitano de Natal, dom Jaime Vieira Rocha, na Escola de Governo e, às 16h, o corpo será conduzido em cortejo pelo Corpo de Bombeiros ao Cemitério Morada da Paz, em emaús.

Programação:

1h30 – Velório na Igreja Matriz de Santa Cruz

2h30 – Missa na Igreja Matriz de Santa Cruz

5h – Velório na Escola de Governo, Centro Administrativo, em Natal

5h – Missa na Escola de governo

16h – Corpo de Bombeiros conduzirá o ex-governador em cortejo até o cemitério

16h30 – Sepultamento no Cemitério Morada da Paz, em Emaús

Investimento no Brasil deve ser maior com Aécio ou Marina

 


O primeiro ano de governo do próximo presidente da República será marcado pelo investimento ainda estagnado, ou mesmo em queda, na avaliação de economistas, analistas e acadêmicos ouvidos pelo Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, ao longo desta semana. A recuperação da confiança dos empresários e a retomada no fluxo de investimentos devem ocorrer só em 2016 e tendem a ter o ritmo mais acelerado com a vitória da oposição. Os candidatos Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB) são considerados pelo mercado mais liberais do que a presidente Dilma Rousseff (PT), o que beneficia o empreendedorismo privado.

O presidente da Sociedade Brasileira de Estudos de Empresas Transnacionais e Globalização Econômica (Sobeet), Luís Afonso Lima, é pessimista e espera piora do investimento em 2015. Ele cita o ingresso de Investimento Estrangeiro Direto (IED) no Brasil, que, em sua estimativa, deve cair no ano que vem para nível inferior aos US$ 60 bilhões previstos para 2014, independentemente de quem for eleito. Além dos ajustes internos, a baixa, segundo Afonso Lima, ocorrerá em linha com a retração nos investimentos em países emergentes.

“Não dá para acreditar que por conta de uma alteração no governo independente de quem assumir, o atual cenário de investimento mudará em 2015″, reforçou o professor titular da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA/USP) Alberto Borges Matias

De acordo com o presidente da Sobeet, o ritmo de retomada da taxa de investimento no Brasil, a partir de 2016, dependerá de quem será o presidente. Com Marina ou Aécio eleitos, ele estima que os investimentos poderiam atingir 21% do PIB em 2016. O economista e sócio da Tendências Consultoria Integrada, Juan Jensen, concorda. Segundo ele, em eventuais governos da oposição a taxa de investimento do Brasil deverá superar os 20% do PIB.

Já num segundo mandato de Dilma, a taxa só voltaria para os 18% do PIB apurados em 2013 num prazo de dois anos, de acordo com as previsões de Lima. Jensen avalia que, com a reeleição de Dilma, o investimento ficaria praticamente estável próximo às taxas de hoje – entre 17% e 18% do PIB. “Nossa visão é de que tem muita incerteza por parte dos investidores. Vimos muitas intervenções do atual governo na economia, com alterações de regras no meio do jogo”, justificou.

Privatizações

Um dos fatores que levam os especialistas a atribuírem maior possibilidade de avanço dos investimentos no caso de uma vitória de Aécio é o histórico de privatizações do PSDB, já que a percepção é de que isso favoreceria os investimentos diretos em infraestrutura. O tucano e Marina, de acordo com o professor Matias, “mostraram claramente que o modelo adotado seria o de menor intervenção do Estado na logística e infraestrutura, com concessões e Parcerias Público-Privadas (PPPs)”.

“Dilma, pelo histórico, continuará fazendo mais do mesmo, expandindo crédito, apostando no aumento da renda para estimular a demanda e, se fizer algumas mudanças, será contra a vontade dela”, disse. “Da Marina a gente só conhece o programa de governo, que toca em pontos sobre os quais o empresariado vem reclamando há muito tempo. O PSDB tem histórico e experiência para resgatar a confiança do investidor doméstico e estrangeiro” completou Afonso Lima.

Jensen aponta ainda que a Taxa Interna de Retorno (TIR) dos investimentos poderá sofrer interferência do governo caso Dilma seja reeleita. Nos governos de Marina ou Aécio, ele avalia que a TIR seria definida pelo mercado, desde que sejam criadas condições competitivas. Ainda para o economista, o papel do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no financiamento de investimentos tende a se reduzir numa eventual gestão de Marina ou de Aécio.

Já o sócio fundador da GO Associados, Gesner Oliveira, avalia que o BNDES seguirá com papel fundamental no financiamento de projetos de infraestrutura no próximo governo, independentemente de quem seja o vencedor. “Seria ilusório imaginar que, de repente, haverá a substituição pelo financiamento privado.”

Para Oliveira, o fato de Aécio ter anunciado Armínio Fraga como seu ministro da Fazenda, caso seja eleito, é positivo para as estimativas de investimento. Segundo ele, sinais “positivos e claros” de candidatos para as políticas econômicas e de investimentos animam empresários.

Oliveira considera um avanço as Parcerias Público-Privadas (PPPs) e as concessões no governo Dilma e cobra uma sinalização mais clara dos candidatos de que essas ações continuarão. “Marina e Aécio têm uma propensão a colocar o Estado na condição de regulador e menos interventor. Eu acho um bom sinal e também entendo que Dilma evoluiu nessa questão e, portanto, tem havido convergência dos candidatos que aceitaram a realidade”, avaliou.

Sesap chama paralisação dos servidores de “afronta” e vai cortar ponto dos grevistas

Com o início da greve dos servidores da Saúde do Rio Grande do Norte nesta segunda-feira (8), a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) emitiu uma nota em que considera o movimento “ilegal”, “inoportuno” e “uma afronta”. Além disso, a secretaria adverte que vai cortar o ponto dos grevistas e que entrará na Justiça para que a paralisação seja considerada ilegal.

A partir desta segunda (8), os servidores estaduais da Saúde entrarão em greve pela suspensão das medidas do governo do Estado, pelo abastecimento de medicamentos nos hospitais e a manutenção do adicional de insalubridade aos servidores municipalizados. A categoria reivindica ainda a suspensão do corte da alimentação de servidores e acompanhantes, a redução do horário de atendimento na Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat), mudança nas jornadas de trabalho, retirada de todos os plantões eventuais e atraso no 13º salário.

Em resposta a essa pauta aprensentada pelo Sindicato dos Servidores da Saúde do RN (Sindsaúde-RN), a Sesap emitiu a seguinte nota:

A respeito do indicativo de greve anunciado pelo Sindicato de Servidores da Saúde do Estado (SindSaúde), com início previsto para a próxima segunda-feira, a Secretaria de Estado da Saúde Pública esclarece que o movimento é ilegal e inoportuno, constituindo-se numa verdadeira afronta aos princípios que fundamentam a administração pública. Para a Secretaria, a greve deixará a população desassistida e à mercê do jogo político de um sindicato de servidores, cujas reivindicações fazem parte do plano de campanha eleitoral de uma candidata ao Governo do Estado que, até poucos dias, presidia a instituição.

Em documento encaminhado à Procuradoria de Justiça de Defesa da Saúde Pública, a Sesap deixa claro que, se a greve se concretizar, vai supervisionar o ponto eletrônico de todos os servidores, os quais terão descontados os dias faltosos caso participem do movimento. A Sesap informa ainda que serão adotadas todas as medidas possíveis para coibir os excessos dos servidores que afetam a assistência ao usuário, sem prejuízo de sua responsabilização administrativa, cível e criminal. Além disso, a Sesap vai pedir a judicialização da greve por considerar que não existem razões óbvias para just

Com o início da greve dos servidores da Saúde do Rio Grande do Norte nesta segunda-feira (8), a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) emitiu uma nota em que considera o movimento “ilegal”, “inoportuno” e “uma afronta”. Além disso, a secretaria adverte que vai cortar o ponto dos grevistas e que entrará na Justiça para que a paralisação seja considerada ilegal.

A partir desta segunda (8), os servidores estaduais da Saúde entrarão em greve pela suspensão das medidas do governo do Estado, pelo abastecimento de medicamentos nos hospitais e a manutenção do adicional de insalubridade aos servidores municipalizados. A categoria reivindica ainda a suspensão do corte da alimentação de servidores e acompanhantes, a redução do horário de atendimento na Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat), mudança nas jornadas de trabalho, retirada de todos os plantões eventuais e atraso no 13º salário.

Em resposta a essa pauta aprensentada pelo Sindicato dos Servidores da Saúde do RN (Sindsaúde-RN), a Sesap emitiu a seguinte nota:

A respeito do indicativo de greve anunciado pelo Sindicato de Servidores da Saúde do Estado (SindSaúde), com início previsto para a próxima segunda-feira, a Secretaria de Estado da Saúde Pública esclarece que o movimento é ilegal e inoportuno, constituindo-se numa verdadeira afronta aos princípios que fundamentam a administração pública. Para a Secretaria, a greve deixará a população desassistida e à mercê do jogo político de um sindicato de servidores, cujas reivindicações fazem parte do plano de campanha eleitoral de uma candidata ao Governo do Estado que, até poucos dias, presidia a instituição.

Em documento encaminhado à Procuradoria de Justiça de Defesa da Saúde Pública, a Sesap deixa claro que, se a greve se concretizar, vai supervisionar o ponto eletrônico de todos os servidores, os quais terão descontados os dias faltosos caso participem do movimento. A Sesap informa ainda que serão adotadas todas as medidas possíveis para coibir os excessos dos servidores que afetam a assistência ao usuário, sem prejuízo de sua responsabilização administrativa, cível e criminal. Além disso, a Sesap vai pedir a judicialização da greve por considerar que não existem razões óbvias para justificar a atitude do Sindsaúde.

Por fim, a Sesap esclarece que as decisões da pasta são tomadas em prol do interesse coletivo, a partir do constante diálogo com os servidores, e todas as medidas adotadas seguem estrita observância aos princípios basilares que fundamentam a Administração Pública.

ificar a atitude do Sindsaúde.

Por fim, a Sesap esclarece que as decisões da pasta são tomadas em prol do interesse coletivo, a partir do constante diálogo com os servidores, e todas as medidas adotadas seguem estrita observância aos princípios basilares que fundamentam a Administração Pública.

Portal no ar>

Apenas quatro estados atingem metas do Ideb para o ensino médio

Por Aline Leal / Agência Brasil

Apenas quatro estados atingiram as metas individuais de qualidade do ensino médio, estipuladas para 2013, de acordo com o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), divulgado, enquanto 13 estados tiveram queda de desempenho em relação à pesquisa de 2011 e os demais melhoraram, mas não o suficiente para alcançar as metas individuais.

O Amazonas, tinha a projeção de desempenho mais baixa, de apenas 3 pontos, e alcançou 3,2; Pernambuco ficou com 3,8 e superou a meta de 3,6; Rio de Janeiro e Goiás ficaram com nota 4, enquanto suas metas eram 3,8.

A exemplo das outras 23 unidades da federação, a nota nacional de 2013 não atingiu a meta estipulada pelo Ministério da Educação (MEC) para o ensino médio, que era 3,9 pontos. A média ficou nos mesmos 3,7 de 2011. Para avaliar o desempenho dos estados, o MEC fixa uma meta para cada estado, além de uma nacional, a serem perseguidas.

Segundo o ministro da Educação, Henrique Paim, o governo previu uma influência maior da melhoria dos primeiros anos do ensino fundamental no desempenho dos anos seguintes, até o término do ensino médio, o que não aconteceu.

Além disso, o ministro reconheceu que há necessidade de reavaliar o currículo do ensino fundamental, o que, segundo ele, já está sendo discutido. “Temos o desafio de encontrar uma forma de ter maior flexibilidade no currículo, de redesenhar o currículo a partir de arestas e permitir que ele seja mais atrativo”, disse Paim, acrescentando que também é preciso avançar na formação para o trabalho.

Nos anos finais do ensino fundamental, que vão do 6º ao 9º ano, Pernambuco, Amazonas, Piauí, Acre, Ceará, Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais atingiram a meta para 2013. O Brasil como um todo não atingiu a meta de 4,4, ficando nos 4,2 em 2013, levemente acima do 4,1 de 2011.

A meta nacional só foi atingida nos primeiros anos do ensino fundamental, que vão do 1º ao 5º anos. Enquanto a meta era 4,9, a nota alcançada foi 5,2.

O Ideb é um indicador federal calculado a cada dois anos, que alia as taxas de aprovação no ensino básico ao desempenho dos alunos na Prova Brasil, que avalia conhecimentos em português e matemática.

Presidente da Assembleia promete comissão para tratar impeachment de Rosalba

Uma comissão do Movimento Articulado de Combate à Corrupção (Marcco), formada pelo coodenador Carlos José Cavalcanti de Lima, o vice Marco Aurélio Barbosa e pela promotora de Justiça Juliana Limeira, fez uma visita à Assembleia Legislativa do RN, e foi recebida pelo presidente da Casa, deputado Ricardo Motta, e pela Procuradora-Geral da Assembleia, Rita das Mercês Reinaldo, para tratar do andamento do pedido de impeachment da Governadora do RN, feito por integrantes do Marcco em abril deste ano.

Na oportunidade, o presidente da Assembleia assegurou que na próxima terça-feira (9), durante a sessão do dia, será feita a convocação dos representantes de cada partido para que se possa constituir, em reunião no dia seguinte, quarta-feira (10), uma comissão que dará prosseguimento ao processo.

O Movimento Contra a Corrupção baseia o pedido na atual situação de desgoverno que o Estado enfrenta, onde atribui o “caos” à “gravíssima ineficiência administrativa e irresponsabilidade de gestão instaladas no Governo do RN através da governadora Rosalba Ciarlini Rosado”.

Portal no ar>

 

Veja o que acontece hoje nas novelas

Confira os Destaques da TV para esse fim de semana

 

 

 

Em nota, Sesed lamenta morte de motorista e convoca reunião nesta segunda-feira (18)

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed/RN) divulgou hoje (16) nota de pesar pela morte do motorista , Francisco Izaque de Faria, baleado em assalto ocorrrdo na noite de sexta-feira em Parnamrim

Na nota, a Sesed confirma a realização de reunião entre os agentes de segurança e os trabalhadores rodoviários nesta segunda-feira (18).  Na mesma data, o secretário de Segurança Eliéser Girão Monteiro concederá coletiva sobre o a assunto.

Leia a nota:
A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed/RN) vem a público manifestar, em nome de todo sistema de Segurança, o mais profundo pesar pelo falecimento do motorista de ônibus, Francisco Izaque de Faria, de 37 anos, vitimado durante um assalto na noite desta sexta-feira (15), em Parnamirim.

Por orientação do Secretário de Segurança pública, será agendada para esta semana uma reunião com todos os órgãos que compõem o sistema de segurança e também transportes urbanos para, e outros segmentos interessados, pra debater medidas para a melhoria do setor de transportes. Esta reunião pretende unir tanto o sistema de gestão Estadual quanto o Municipal.

Nesta segunda-feira (18) será concedida pelo Secretário Eliéser Girão Monteiro, uma entrevista coletiva no Centro de Comando e Controle Regional (Ciccr) para abordar o tema, em horário a definir.

A Secretaria solicita a população que seja mantido o espirito de paz característicos da sociedade potiguar no sentido que não aja o cerceamento do direito de ir e vir da população em Geral. Ainda a Sesed solicita a participação permanente da população no auxilio à Segurança e na busca de responsabilidades participando ativamente por meio do Disk Denúncia (181).

Após jogo histórico, América quer embalar contra o Icasa-CE na Série B

O torcedor americano ainda comemora a vitória sobre o Fluminense por 5 a 2 que classificou o clube para as oitavas de final da Copado Brasil. Mas a intenção é de que a comemoração possa ser estendida com uma nova vitória, desta vez, pela Série B do Campeonato Brasileiro. O Alvirrubro entra em campo logo mais, às 16h20 deste sábado (16), para enfrentar o Icasa-CE, pela 16ª rodada da competição nacional.

Rodrigo Pimpão foi o destaque da partida e marcou o gol da vitória rubra (Foto: Frankie Marcone/Futura Press/Estadão Conteúdo)

Rodrigo Pimpão é o destaque americano em campo neste sábado (Foto: Frankie Marcone/Futura Press/Estadão Conteúdo)

A partida no estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte, interior do Ceará, é de fundamental importância para o América. Sem vencer há duas rodadas na Série B, o time potiguar caiu na classificação e precisa voltar a vencer para se reaproximar dos rivais na zona de classificação para a primeira divisão e, claro, manter uma distância segura da zona de descenso, vistaapenas de longe desde o início da Segundona.

Atualmente, o Alvirrubro ocupa a 13ª colocação com 20 pontos conquistados. Um revés nesta partida contra os cearenses poderá deixar o time perigosamente próximo do grupo do descenso, já que uma combinação de resultados pode derrubar o clube para a 15ª posição, a apenas um ponto do Z4.

Mas para evitar qualquer susto na partida e na rodada, o técnico Oliveira Canindé espera aproveitar não apenas a empolgação do grupo com a classificação histórica na Copa do Brasil, mas também os reforços com os quais não pôde contar no duelo contra o tricolor carioca.

O volante Fabinho, recuperado de uma lesão na coxa esquerda, volta a compor a lista de relacionados, assim como o zagueiro Roberto Dias, o meia Daniel Costa e o lateral esquerdo Wanderson, que não atuaram no meio de semana por já defendido outras equipes na Copa do Brasil. Os dois primeiros e o último devem retornar ao time titular.

Na contramão dos reforços, o treinador continua com uma longa lista de desfalques, especialmente no setor de meio de campo. Os volantes Tiago Dutra, Jean Cleber e Dudu estão vetados pelo Departamento Médico. Pela mesma razão, os meias Arthur Maia e Morais, além do zagueiro Edson Rocha não jogam contra o Icasa.

Mesmo com o grande número de ausências, Oliveira terá condições de colocar em campo um grupo mais completo do que em rodadas anteriores. No ataque, terá Max e Rodrigo Pimpão, enquanto a defesa voltará a receber a formação com Cleber e Roberto Dias. Wanderson volta à lateral-esquerda e Jefferson deve comandar o meio de campo. A dúvida é sobre a escolha do companheiro, com um dos meias Daniel Costa ou Andrezinho. Há ainda a opção por um terceiro volante. Assim, Val poderia ganhar a vaga.

Icasa

O time icasiano é um concorrente direto do América para escapar da parte de baixo da tabela. Com 18 pontos, dois a menos que os rubros, uma vitória neste sábado significaria uma sequência de vitórias que poderá fazer com que a equipe volte a respirar longe das últimas colocações.

Embalado pela vitória contra o América-MG na rodada passada, é contra o time potiguar que Alviverde do Cariri busca sua reação na Série B. A partida, inclusive, marcará o reencontro do técnico Leandro Sena, hoje no Icasa, com seus ex-comandados. Sena antecedeu Oliveira Canindé no comando rubro.

Ficha técnica

Local: Romeirão, Juazeiro do Norte-CE
Horário: 16h20
Árbitro: Antônio Dib Moraes de Sousa (PI)

Icasa-CE: Dionantan; Paulo Henrique, Gilberto, Naylhor e Zé Carlos; Foguinho, Núbio, Dodô e Jonatan; Eliomar e Henry Kanu. Técnico: Leandro Sena.

América: Fernando Henrique; Marcelinho, Cleber, Roberto Dias e Wanderson; Márcio Passos, Fabinho, Val e Jefferson; Max e Rodrigo Pimpão. Técnico: Oliveira Canindé.